Gestão de Pessoas

Conheça os 7 maiores desafios de RH enfrentados pelas empresas hoje

Escrito por HCM

Se você pensa que certos desafios de RH são exclusivos da empresa em que trabalha, provavelmente vai se surpreender com este texto. Isso porque boa parte do que envolve gestão de pessoas costuma ser recorrente em empresas brasileiras.

Não acredita? Pois saiba também que existem atitudes a serem tomadas para amenizar os problemas e até mesmo solucioná-los completamente, de modo a gerar um impacto positivo na gestão do negócio como um todo.

Sendo assim, não perca mais tempo! Confira os sete desafios comuns entre as empresas brasileiras e as soluções possíveis para cada um deles.

Boa leitura!

1. Superar conflitos internos

Esse desafio é bastante óbvio: como lidar com o ego das pessoas no trabalho em equipe? É natural, num ambiente coletivo, que personalidades diferentes se estranhem. Isso, eventualmente, pode até mesmo ser positivo para a organização quando esse atrito estimula a competitividade entre funcionários do mesmo setor.

Entretanto, um profissional do RH sabe melhor do que ninguém que essa disputa não pode ultrapassar os limites, no sentido de gerar um clima de tensão insustentável no ambiente de trabalho.

O que fazer? Nesse caso, não tenha medo de encarar esse desafio comum da profissão. Cabe ao bom gestor de RH compreender as relações entre os profissionais e desenvolver jogo de cintura para se comunicar bem com todas as partes envolvidas. Isso permite a ele até mesmo antever possíveis conflitos e assim evitá-los a tempo de manter o ambiente em ordem.

2. Lidar com a tecnologia

Como lidar com a tecnologia que, diariamente, transforma o mundo? É preciso considerar as circunstâncias em que nos encontramos, em que as redes sociais, os smartphones, tablets, entre outros, tem exigido cada vez mais das empresas.

É cada vez mais nítida a exigência do mercado por organizações mais dinâmicas, que saibam lidar com o compartilhamento de informações entre as equipes e não percam tempo com segredos sobre projetos.

Mas como adequar essas exigências à realidade da empresa?

O que fazer? A resposta vem por meio de um termo que pode ser explicado de maneira muito simples: a horizontalidade. E o que isso quer dizer? Quer dizer que a solução é a criação de pequenos times, mas totalmente interconectados.

No modelo de gestão horizontal, não é a hierarquia que é valorizada, mas sim a participação. Assim, as empresas se abrem para que funcionários apresentem projetos em colaboração com seus colegas e tenham autonomia para lidar com horários e metas.

Isso gera inovação e agrega valor à marca.

3. Formar novos líderes

Como fazer para mobilizar e gerenciar a equipe a ponto de ensinar determinados funcionários a desenvolver liderança? É comum ouvir pessoas dizendo que líderes não podem ser formados, pois liderança é algo que já nasce com o indivíduo. Sendo assim, como agir quando a necessidade é formar novos líderes?

O que fazer? É evidente que algumas pessoas têm características próprias de grandes líderes, entretanto, isso não quer dizer que a liderança não possa ser adquirida. Cursos, leituras e aulas com profissionais de coaching, por exemplo, são ferramentas que podem sim ser utilizadas para mudar o perfil de uma pessoa e até mesmo uma equipe.

É possível fazer treinamentos de liderança em instituições altamente confiáveis que oferecem técnicas para profissionais alcançarem alta performance. Como exemplos podemos citar a Harvard Executive Education Program e a Kellogg School of Management.

cta-blog

4. Criar uma cultura de colaboração

Acreditar que uma só pessoa pode dar conta de resolver todos os problemas de seu departamento é um erro cometido por muitos profissionais. Mas o que fazer para mudar isso? É preciso conscientizar não apenas os líderes, mas também toda a equipe de que não basta esperar pelo sucesso individual, é preciso oferecer algo a mais. Neste caso, a solução pode ser criar uma cultura de colaboração.

O que fazer? Para implantar uma cultura de colaboração é preciso reorganizar a visão dos profissionais sobre a própria empresa. É importante também compreender detalhadamente elementos a respeito da atual cultura organizacional e aspectos dela que vão gerar resistências, bem como segmentos favoráveis à mudanças para somente então agir.

Assim, é possível adotar recursos como campanhas, palestras, seminários e outras iniciativas focadas na transformação da cultura organizacional da empresa.

5. Fazer com que as pessoas se comuniquem melhor

Se você sente que os profissionais da empresa em que trabalha simplesmente não falam a mesma língua, pode ser que você esteja mais próximo da resolução do problema do que imagina.

Estamos nos referindo aqui à capacidade que cada pessoa tem de se expressar. Em muitos casos, acontece de um funcionário até ter a vontade de ajudar e contribuir com o crescimento da equipe, mas não ter recursos suficientes para se expressar bem diante de outra pessoa que possui um estilo de comunicação diferente. Neste caso, é preciso repensar a linguagem utilizada dentro da empresa.

O que fazer? Procure desenvolver competências de comunicação entre as pessoas. Como fazer isso? Coloque as habilidades de comunicação em foco e procure oferecer à sua equipe a formação necessária para obter essas habilidades.

6. Encarar desafios de RH ainda mais específicos

O profissional de RH precisa, além de ficar de olho na gestão da equipe, também conferir o que há de novo e se atualizar em relação às novas tecnologias que podem interferir em seu dia a dia. Essa é uma necessidade que vem tirando o sono de muita gente na área, até mesmo pela falta de tempo.

Neste caso, é preciso estar em dia com ferramentas baseadas no sistema cloud, além de recursos capazes de integrar processos de pagamento, gerenciamento de talentos, processamento analítico de dados, entre outros.

O que fazer? Para acompanhar as mudanças do mercado é preciso estar sempre atento às novidades de sua área e isso significa se manter atualizado. Participar de seminários, palestras, buscar aperfeiçoamento (pós-graduação, PHD, entre outros) mantém você antenado com tudo o que acontece. Isso pode ajudar você, inclusive, a ter boas ideias e implementar novas tecnologias de gestão.

7. Estar atualizado com a legislação brasileira

É fato que nosso país apresenta uma realidade difícil para as empresas em relação a aspectos legais. São muitas leis e elas são alteradas com uma frequência considerável. Se a empresa em que trabalha tem tido problemas com questões de natureza burocrática, é preciso se prevenir e evitar erros.

O que fazer? Uma dica é realizar treinamentos periódicos em Legislação oferecidos por consultorias especializadas. Ficar atualizado com relação a isso dá a você maior tranquilidade para realizar seu trabalho no dia a dia e não ser pego de surpresa diante de uma eventual mudança.

Outra, é terceirizar sua folha de pagamento para focar no que realmente importa. 

A HCM Consulting possui uma equipe altamente capacitada e com experiência de mercado que você pode contar. Conheça agora o nosso serviço de Terceirização da Folha de pagamento  e garanta, também, a entrega dos dados para o eSocial de forma correta.

Gostou do artigo sobre os desafios de RH? Se ele foi relevante para você, siga nosso perfil nas redes sociais e confira mais conteúdo em nossas páginas no LinkedIn e Facebook.

Sobre o autor

HCM

O Grupo HCM presta serviços atualmente em duas linhas de negócios: HCM Consulting e HCM Terceirização.

HCM Consulting: Serviço de consultoria, desenvolvimento, capacitação e desenho de processo no produto Totvs HCM – Linha Datasul. Além disso somos especialistas em eSocial tendo solução própria de Mensageria.

HCM Terceirização: Possuímos uma estrutura robusta para o processamento da folha de pagamento. Atendendo a todos os ERPs do mercado, garantimos o atendimento das obrigações legais e recolhimento dos tributos, incluindo principalmente as exigências do eSocial.

E vamos além, fornecemos uma completa tecnologia de acesso as informações através de ferramentas web que permitem que os gestores vejam os dados de sua equipe, como organograma, programação de férias, gestão do ponto, entre outros. O próprio colaborador tem acesso ao Envelope de Pagamento Digital, Informe de Rendimento, Solicitação de Férias e Banco de Horas.

Deixar comentário.

Share This